Dicas infalíveis de como comprar peixe
Aprender a comprar peixe é algo crucial para quem não abre mão de um bom prato de pescado saboroso. Apesar de parecer ser algo simples, a escolha do peixe ideal exige que você analise alguns elementos que revelam a sua qualidade. Para ajudar você nesse momento, selecionamos as melhores dicas que garantem a compra de um peixe de qualidade e muito saboroso. Continue lendo para descobrir mais sobre elas. Saiba mais. Analise o cheiro antes de comprar peixe Muitas pessoas não sabem como comprar peixe porque acreditam que é normal eles possuírem um cheiro forte e um tanto quanto desagradável. Mas isso não é verdade. Os peixes, assim como os frutos do mar no geral, só começam a desenvolver qualquer odor a partir do momento em que inicia sua decomposição. Por isso, quanto mais forte o odor menos fresco ele vai estar. Portanto, evite aqueles com o cheiro mais forte e, se possível, pegue um que não possua nenhum cheiro característico. Verifique a aparência Ao buscar por um peixe, prefira às peças inteiras, pois assim você poderá observar alguns pontos essenciais na aparência do animal. Em primeiro lugar, é importante saber que um peixe fresco possui carne firme e de certa forma homogênea. Quando essas características não estão presentes, é bastante provável que esse fruto do mar não esteja fresco ou foi congelado. Outro fato que também é importante de…
Compartilhe nas redes sociais:
Como preparar frutos do mar de maneira suculenta
Saber como preparar frutos do mar é o segredo para saborear uma deliciosa refeição e surpreender no almoço ou jantar de família. Caso você não utilize as técnicas corretas corre o risco de estragar esses ingredientes, ou pior, prejudicar o sabor deles. Apesar da preparação dos frutos do mar ser algo bem delicado, essa tarefa não é muito difícil. Para provar isso, separamos abaixo modos de preparo para os principais frutos do mar. Coloque-os em prática e elabore pratos como um verdadeiro chef. CamarãoPara aprender a como preparar frutos do mar, nada melhor do que começar com o mais comum do país: camarão. É preciso saber escolher corretamente na hora de comprar, já que não adianta caprichar no preparo se o ingrediente principal estiver ruim. No Brasil, os tipos mais comuns são o cinza e o rosa e, assim como nas outras espécies marinhas, eles não apresentam um odor forte quando ainda estão frescos. Os camarões devem ser armazenados na geladeira, em recipientes e coberto com camadas de gelo. No momento de limpar, faça um pequeno corte no dorso do crustáceo e retire o cordão escuro com a ajuda da própria faca ou de um palito de dente. É possível servi-los fritos, salteados,cozidos,grelhados com ou sem a casca, empanados ou no vapor. O tempo de preparo é curto – de 1 até no máximo 4 minutos, a depender do tamanho…
Compartilhe nas redes sociais:
Saiba um pouco mais sobre o Camarão-Rosa
Existem diversas espécies de camarão no Brasil, o que desperta até a cobiça de outros países. Uma das espécies é o camarão rosa, com o nome científico de Penaeus brasiliensis, o mais famoso e apreciado do país. Características:O camarão-rosa vive em regiões arenosas, de pouca profundidade. É um bom nadador, com apenas um movimento da cauda aberta, faz com que se movimente para trás. Sua alimentação é composta de pequenos animais ou matéria orgânica em decomposição. Costumam andar em grupos, principalmente na época de reprodução. Anatomia:Animais crustáceos, que possuem um exoesqueleto e o corpo divido em duas partes: cefalotórax e abdômen. Seus órgãos do sistema são localizados na cabeça e eles se comunicam entre si através da emissão de bolhas de ar. Partes mais ricas do camarão:Apesar de o consumidor desprezar a casca, a cabeça e a cauda, elas também possuem a gordura Ômega 3, que faz muito bem a saúde. A carne é a parte mais apreciada, é rica em sabor e também possui a gordura, fazendo bem para o coração. Diferenças entre o Camarão Rosa e o Camarão Cinza:Apesar de serem da mesma família, o Camarão Rosa e o Cinza possuem algumas diferenças notáveis. Por exemplo, enquanto o Rosa é carnudo, pode chegar a até 18 cm, o Cinza é pequeno, ideal para aperitivos. Normalmente, o Cinza é criado em cativeiro, mas também pode ser encontrado em águas…
Compartilhe nas redes sociais:
Prepare peixes de forma saudável
Campeões em disparada quando o assunto é ômega 3 e outras gorduras benéficas à saúde, os peixes não podem faltar no prato de quem procura manter uma alimentação saudável. Eles são excelentes para prevenir doenças cardiovasculares e estimular o cérebro a funcionar melhor. Os peixes são muito versáteis e podem ser preparados de diversas formas, agradando quase todos os paladares. Contudo, é preciso ter cuidado - algumas preparações são mais calóricas e podem colocar a sua dieta em risco. Confira as dicas das nutricionistas e veja como deixar o seu peixe mais saudável: CozidoEssa é uma das melhores maneiras de preparar o peixe, pois não acrescenta gorduras ao prato. No entanto, os alimentos cozidos perdem as vitaminas C e do Complexo B, que se dissolvem na água. Para reduzir essa perda, a nutricionista Flávia sugere utilizar pouca água no cozimento e esperar ferver para adicionar o alimento. "Também é possível reaproveitar essa água vitaminada do cozimento para fazer arroz, feijão, macarrão ou sopas", diz a nutricionista. Outra opção é cozinhar o peixe no vapor, pois o método conserva os nutrientes e preserva cor, aroma e textura natural do alimento. Os peixes mais indicados para o cozimento são tainha, truta, namorado, cação, badejo, bacalhau, pescada, linguado, salmão, robalo, merluza, cambucu e San Piter. Para cozer no vapor, use estes temperos: limão, sal, pimenta dedo de moça ou grão preta, salsa e…
Compartilhe nas redes sociais: